quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Gnosiologia em Kant?

Sidney Silveira
Dissemos noutras ocasiões que criar uma gnosiologia que não se baseie numa antropologia filosófica, e esta numa sólida metafísica, é algo que acarreta erros filosóficos tremendos, além de verdadeiras agressões ao senso comum. O caso de Kant, descrito no pequeno vídeo abaixo — mais um que disponibilizamos no blog — é eloqüente, e aqui destaco uma crítica deveras arguta que faz um tomista argentino (Octavio Nicolás Derisi) à incognoscibilidade da coisa-em-si kantiana. É uma tirada genialmente simples, e simplesmente genial: dizer que as coisas são, em si, incognoscíveis já é conhecer algo delas. E veremos o que...

Mais à frente, quando o tempo permitir-nos, faremos uma comparação crítica entre a gnosiologia de Santo Tomás e a de vários autores pós-Descartes.
video