quarta-feira, 1 de julho de 2015

Sobre a minha saída do Angelicum



Sidney Silveira

Quase um mês se passou sem eu responder às mensagens nas quais algumas pessoas me cobravam — às vezes com veemência — por eu não haver dado nenhuma satisfação quanto à minha saída do Instituto Angelicum, até o momento.

Ei-la, finalmente.

Algumas observações:

1. Mesmo entre pessoas que, circunstancialmente, têm projetos em comum, às vezes mal-entendidos geram situações que interrompem trajetórias conjuntas. E, conforme se diz a certa altura do vídeo desta postagem, prefiro creditar esta desinteligência que gerou a minha saída do Angelicum a mal-entendidos.

A vida segue.

2. Perdoem se houver algum errinho ou imprecisão na fala deste vídeo; ela foi espontânea e conter a emoção não foi muito fácil.

3. Como se pode ver, o vídeo está editado em algumas partes, pois ao vê-lo após a gravação constatei que era muito longo e não é meu intuito enfadar ninguém com delongas.

Obrigado aos alunos do Angelicum que, ao longo do último mês, me escreveram ou entraram em contato comigo, por diferentes meios, para saber o que houve e se eu estava bem.

Não esquecerei esta delicadeza.
Sidney